Por Aldaci de Souza

O deputado Georgeo Passos (Cidadania), fez um pronunciamento na sessão desta terça-feira, 21 na Assembleia Legislativa de Sergipe, para reforçar a fala do colega Iran Barbosa (PT) contra a derrubada de mangabeiras para a construção de casas populares. Ele entende ser possível solucionar o problema da falta de moradias, conservando as mangabeiras, fonte de renda para várias famílias no bairro 17 de Março.

“Como bem disse o colega deputado Iran Barbosa, são dois direitos fundamentais: à habitação e ao ecossistema, sem devastação. Mas, o prefeito Edvaldo Nogueira,  infelizmente mais uma vez com seu jeito ditatorial quer porque quer derrubar várias mangabeiras naquela região com o objetivo de construir casas. Quero deixar claro que aqui ninguém é contra a construção de casas; é um projeto importante e que merece sim a extração, já existe consenso de que é possível a construção das casas sem derrubar nenhuma mangabeira e o prefeito insiste na tese de continuar as obras”, observa. 

Georgeo Passos ressaltou a decisão da Justiça Federal que na última segunda-feira, 20, determinou a suspensão das obras até que se tenha uma solução. “Ontem o prefeito Edvaldo Nogueira não foi bem recebido pela comunidade do bairro 17 de Março, quando foi chamado de mentiroso e de outras palavras mais duras, pela forma truculenta que a Prefeitura de Aracaju fez o encaminhamento. Ontem ficamos lá e durante todo o discurso de Edvaldo Nogueira, a população vaiou porque ele não quis sentar, discutir e debater. Quer fazer de qualquer forma e por causa da destruição que ele quer fazer, que a Justiça Federal determinou a suspensão das obras”, complementa aparteados pelos colegas Kitty Lima (Cidadania) e Capitão Samuel (PSC), também contrários à derrubada das mangabeiras.

Foto: Jadilson Simões