Por Assessoria do Parlamentar

O deputado estadual Georgeo Passos (Cidadania) criticou a postura do Governo do Estado de Sergipe por abrir formalmente uma notícia crime contra ele, a delegada Danielle Garcia e o Coronel Rocha por falarem sobre a possibilidade de aumento de até 25% que o IPVA dos veículos licenciados em Sergipe pode sofrer em 2022.

De acordo com Georgeo, a ação partiu do governador Belivaldo Chagas e tem o objetivo de intimidar o parlamentar. “Esta representação veio em nome do Governo do Estado de Sergipe, mas nós sabemos que a Procuradoria Geral do Estado (PGE) não ia apresentar formalmente uma denúncia contra um deputado estadual sem a ordem do governador”.

“Belivaldo Chagas determinou que a PGE fosse até o Ministério Público do Estado (MPE) e fizesse essa representação contra mim, usando um vídeo que eu  publiquei nas minhas redes sociais onde eu digo que o IPVA pode ficar mais caro em 2022, o que é a mais pura verdade. Essa ação partiu do governador com o intuito único de tentar me intimidar”.

O deputado disse ainda que esta é a primeira vez desde a promulgação da Constituição de 1988 que um deputado estadual eleito democraticamente vai ser processado pelo Estado por falar a verdade. “Até onde eu pesquisei, não há outros casos de processos criminais contra deputados em Sergipe. É a primeira vez que a pessoa jurídica do Estado de Sergipe faz isso”.

“Eu estou falando do Estado de Sergipe, não é da pessoa física Belivaldo Chagas. Eu até compreenderia se fosse uma ação de indenização por eu ter falado algo em que Belivaldo tenha se ofendido, mas não é o caso. O Governo está utilizando estrutura administrativa para me processar alegando que o meu vídeo contraria a ‘honra’ do Estado de Sergipe.

Para Georgeo, essa postura é uma espécie de ‘cala a boca’ e reflete a irritação do governador diante do trabalho que ele tem feito. “Eu reafirmo tudo que falei no vídeo e na tribuna. Não vai ser essa postura do Governo que vai calar a minha boca. Mas eu entendo a raiva do governador, afinal nosso trabalho está incomodando muitos setores dentro de Sergipe”.

“Nosso trabalho é fiscalizar situações e eu faço isso sem medo. E eu sei que este meu comportamento incomoda, afinal nós falamos sobre os projetos polêmicos de aumentos de impostos, de gratificações para o alto escalão e isso acaba irritando algumas pessoas. Eu espero que eu não seja levado à Comissão de Ética aqui na Assembleia por isso”.

Georgeo encerrou seu discurso dizendo que protocolou uma indicação pedindo ao Governo que mantenha a base de cálculo de 2021 para cobrar o IPVA de 2022. “Protocolei hoje pela manhã junto com a deputada Kitty Lima uma indicação para que se mantenha a base de cálculo do ano passado e apelo mais uma vez para que o Governo acate essa sugestão”.

Foto: Jadilson Simões