Por Stephanie Macêdo – Rede Alese

Cerca de cem crianças, alunos de escolas públicas municipais da capital sergipana, participaram  na manhã de hoje, 10, da 4ª edição do Contando História – projeto social  da Escola do Legislativo de Sergipe (Elese) que tem o objetivo de incentivar à leitura. O evento ocorreu no auditório da sede da Elese (Praça Fausto Cardoso), e contou com a parceria da Companhia de Arte da Assembleia Legislativa de Sergipe que na oportunidade apresentou uma peça folclórica envolvendo personagens da cultura sergipana.  

Durante as histórias contadas pelas escritoras Tânia Cristina Cardoso e Ticiana Santos, que são membros da Academia Sergipana de Contadores de História (ASCH), as crianças ouviram atentas aos contos  e manifestavam expressões de alegria.  Também, os meninos e meninas  atiam palmas e davam gargalhadas com a apresentação cultural da Companhia de Arte.

Alunas da EMEF Diomedes Silva

Para  as pequeninas, Maria Eduarda Santos, Maria Luíza Santos e Stefane Silva, com idades entre dez e seis anos, o dia delas hoje foi bastante feliz. “Eu gostei da boneca da história, e do boi do teatro (Bumba meu Boi). Eu ri muito, foi bem legal”, contou a esperta Maria Luíza. As alunas são estudantes da EMEF Diomedes Santos Silva, bairro Santa Maria.

Contadora de história e escritora, Tânia Cristina Cardoso Gois, destacou que em cada história contada o intuito é o despertar pela leitura.

“Na história que contei hoje, que é da minha autoria,  tem o nome de  “O palhaço, a Boneca  e a Descoberta da Alegria”. Essa história busca o incentivo à leitura pois a história acontece num quarto de brinquedo, onde a menina pede a fada que seja lhe contada uma história”, explicou.

De acordo com a diretora da Elese, Isabela Mazza, o objetivo do projeto Contado Escola é o incentivo à leitura, e ainda, de incentivar o contato com os livros. “Hoje aqui recebemos alunos de escolas públicas. Mas o projeto é receptivo a qualquer rede de ensino, público ou privado,  também  a associações, projetos beneficentes. Esse é um projeto social, e a assembleia como é a casa do povo, buscamos essa integração e com o intuito de incentivar a leitura”, declarou Mazza.

A diretora explicou ainda que, como a ELESE está realizando a campanha de Doação de Livros a ideia é que, após cada edição do Contado História, os alunos participantes recebam os livros que foram doados.

Programação – No período da tarde o Contado História irá receber outros alunos de escolas públicas. Contarão histórias  na tarde desta quarta-feira, a Tia Dinda e Cristiano Gomes.  Pela manhã participaram das atividades do projeto os alunos das EMEF Maria Carlota de Melo, e EMEF Diomides Santos Silva 

 

 

Fotos: Stephanie Macêdo e Junior Matos – Rede Alese