Por Assessoria Parlamentar

Segundo a Secretaria Estadual de Saúde (SES), quatro hospitais da rede privada estão com a taxa de ocupação máxima de suas Unidades de Terapia Intensiva (UTIs). A situação também é crítica nas enfermarias da rede privada, cuja taxa geral de ocupação está em 97%. Preocupado com casos de Covid em Sergipe, o deputado Dr. Samuel Carvalho (Cidadania) cobrou a ampliação de leitos do Estado e do Município para que atenda os casos graves que possam surgir.

Para Samuel, o SUS não vai aguentar se houver uma nova onda de casos. “A população está trabalhando normalmente e com isso, obviamente, estamos mais suscetíveis ao vírus. Novas variantes da Covid começaram a aparecer em Sergipe, não estamos preparados para uma nova explosão de casos da doença. Não tem leitos suficientes nos particulares, imagine no SUS. Os hospitais recebem ainda pacientes de acidentes e outras doenças, temos que pensar que não existe somente a Covid.”, afirmou.

O deputado lembrou que recentemente o Hospital Primavera teve seu atendimento suspenso temporariamente. “A ocupação máxima das UTIs é muito preocupante. Imagine que se o que aconteceu no Primavera acontecesse em outros hospitais de Sergipe, que caos não seria?! É complicado ter um hospital que atende alta complexidade sem poder atender o povo. Peço ao Governo que crie medidas o mais rápido possível e amplie os leitos de Covid”, pediu.

Vacinação

Dr. Samuel Carvalho cobrou do Governo a compra das vacinas. O deputado explicou que na última terça-feira (23) o Supremo Tribunal Federal (STF) autorizou estados e municípios a comprarem e distribuírem vacinas contra a Covid-19. “Belivaldo Chagas criticou o Governo Federal por não cumprir o Plano Nacional de Imunização. Agora ele mesmo terá autonomia de comprar as vacinas. Essa permissão valerá caso o Governo Federal não cumpra o Plano Nacional de Imunização ou as doses previstas no documento sejam insuficientes”, frisou.

O deputado protocolou uma indicação solicitando ao Governador do Estado de Sergipe, para enviar à Alese um Projeto de Lei que autoriza a abertura de crédito suplementar no orçamento de 2021 (Lei Nº. 8.756 de 28 de setembro de 2020) para a aquisição de vacinas contra a Covid-19.