Através de requerimento da deputada estadual Goretti Reis, na manhã de hoje, 26, o plenário da Assembleia Legislativa de Sergipe foi ocupado também por profissionais do serviço de Atendimento Móvel de Urgência, Samu, para ouvir uma palestra proferida pela superintendente do Samu, Maria Conceição Mendonça que falou sobre o projeto Técnico Operacional do Serviço.

Durante seu discurso a superintendente ressaltou que o Samu recebeu mais uma avaliação positiva do Ministério da Saúde, MS, e que a análise foi feita por representantes do órgão federal que estiveram em Sergipe. Entre os critérios analisados estão: recursos humanos e materiais, estrutura física, capacidade operacional da equipe e organização.

De acordo com Conceição Mendonça, a avaliação positiva realizada pelo MS representa o
compromisso do serviço em garantir a assistência para a população sergipana. “Esse é um
momento ímpar para a saúde em Sergipe e também para o Samu 192 Sergipe. Os técnicos do Ministério validaram, aprovaram e informaram que alcançamos os critérios estabelecidos para a qualificação do serviço. Isso é fruto de um trabalho árduo, ético e de competência dos nossos profissionais, da equipe gestora e a acreditação do Secretário da Saúde e da Diretoria da FHS”, ressaltou Conceição, que também falou das dificuldades enfrentadas pelo Samu.

A superintendente informou que o Ministério da Saúde só repassa 30% de verba, o que é pouco, já que o Samu tem um gasto de quase cinco milhões de reais. “Hoje dispomos de 59 ambulâncias, sendo 16 de suporte avançado e 43 de suporte básicos. Existe uma necessidade de mais 20. A prefeitura de Aracaju faz um repasse de 155 mil reais e cede 5 médicos”, explicou.

A palestrante mostrou dados que expressam as inúmeras atividades do Samu de Sergipe. “No Brasil existe de 20 a 25% de causas externas, que são as chamadas por arma de fogo, arma branca, acidentes de trânsito, em Sergipe esse número passa para 34%, muito alto. Infelizmente, trauma em Sergipe virou a doença do século. É preciso campanhas para mudar essa triste realidade. Hoje a cada 2 mil pessoas temos um profissional de saúde à disposição. Dispomos de 59 equipes e 48 serão qualificadas ainda esse ano. Com isso aumentamos nossos recursos. Precisamos proporcionar conforto a esses abnegados profissionais.

“Agradeço a Conceição pelo tempo disponibilizado para atender nossa solicitação e a parabenizo pelo seu brilhante serviço à frente do Samu. Uma enfermeira compromissada com as ações desenvolvidas no âmbito extra­hospitalar móvel em Sergipe. Parabéns a toda a equipe”, salientou a parlamentar que aproveitou a ocasião para parabenizar a direção administrativa da Assembleia Legislativa e a equipe médica pela ação do Novembro Azul que aconteceu no dia de hoje, onde os servidores tiveram acesso a exames para a prevenção do câncer de próstata, todos realizadas na Assembleia.

Por Ascom Parlamentar Dep. Goretti Reis (Cristina Rochadell)
Fotos: Glice Rosa