Câncer de próstata mata 44 homens por dia; um a cada 38 minutos, em média

Publicada: 29/11/2022 às 10:11

Por Assessoria Parlamentar

Finalizando o mês de novembro, dedicado à campanha de conscientização sobre o câncer de próstata, a deputada estadual Maria Mendonça chamou a atenção dos homens para a necessidade de manter os cuidados com a saúde em dia para evitar diagnósticos tardios e possíveis complicações que podem levar à morte.

Ao citar dados mais recentes do Instituto Nacional do Câncer (Inca), segundo os quais o câncer de próstata é a causa de óbito de 28,6% da população masculina que desenvolve neoplasias malignas, ela ressaltou que, de acordo com os números, um morre a cada 38 minutos, uma média de 44 por dia.

“É um número alto! E o principal remédio para isso é a visita anual a um profissional de saúde para saber se está tudo bem. Do contrário, pode-se descobrir a doença tardiamente em estágio mais avançado, o que, comumente, leva à morte”, afirmou a deputada. Maria Mendonça destacou a importância das campanhas de prevenção para estimular o cuidado, mas ao seu ver, esse acompanhamento deve ser feito durante todo o ano.

“As campanhas são extremamente relevantes, mas não se pode esperar um mês específico para ir ao médico ou fazer exame. Essa prática deve se tornar uma rotina, mesmo quando não se está sentindo nada, pois muitas doenças são silenciosas”, alertou Maria, que é autora da Lei que instituiu a Campanha Novembro Azul no Estado de Sergipe, incluindo-o no calendário oficial.     

NOVEMBRO AZUL

A campanha foi instituída no Brasil em 2008, e este ano traz como tema “Homem, cuide da sua saúde de novembro a novembro” e como lema “#atitudeazul. Criada internacionalmente em 2003, a intenção é conscientizar e alertar sobre a importância do diagnóstico precoce do câncer de próstata, através de exames preventivos de toque retal e dosagem de PSA, ações disponíveis no Sistema Único de Saúde (SUS).

Foto: Jadilson Simões