Por Aldaci de Souza

Em virtude do período da pandemia do novo coronavírus, as solenidades estão sendo realizadas na Sala da Presidência da Assembleia Legislativa de Sergipe (Alese). Na manhã desta segunda-feira, 21, o presidente Luciano Bispo (MDB) e a deputada Janier Mota (PL) entregaram o Título de Cidadão Sergipano ao bispo de Estância, o italiano Dom Giovanni Crippa.

D. Giovanni: “Sergipe haverá de trilhar o caminho da paz”

No discurso, o homenageado relembrou a Emancipação Política de Sergipe do estado da Bahia. “É grande a minha alegria em receber esse Título de Cidadania Sergipana no momento em que Sergipe comemora os seus 200 anos de Emancipação Política e de uma caminhada difícil, porém marcada por uma contribuição cultural, econômica e religiosa que este pequeno grande estado dá ao Brasil”, afirma.

D. Giovanni falou sobre um dos principais problemas enfrentados pela população sergipana. “Temos ainda muitos problemas a enfrentar, sendo um dos principais, a questão do saneamento ambiental visto que grande parte da população (aproximadamente 40%) não possui esse serviço aumentando o número de mortalidade infantil. Eis um grande desafio de todos nós”, entende.

Janier Mota ações do religioso

“Agradeço a generosidade de agora eu ser considerado oficialmente filho desta terra amada e a confiança em mim depositada e sinto-me feliz e cheio de gratidão porque o Título que recebo concede-me a honra de ser formalmente o que desde 2014, com a minha nomeação como bispo de Estância, me considero de fato um cidadão sergipano. A cordialidade que aqui encontrei e as amizades sinceras que conquistei, me fizeram adotar Sergipe como a minha própria terra”, complementa enfatizando as responsabilidades para exercer a cidadania com mais dedicação.

“Sergipe haverá com certeza de trilhar o caminho da paz, da democracia, da segurança e da prosperidade que o seu povo tanto merece. Muito obrigado e que Deus abençoe a todos”, finaliza o discurso.

Honra

Luciano Bispo parabeniza D. Giovanni

O presidente da Alese, deputado Luciano Bispo parabenizou a deputada Janier Mota pela homenagem ao religioso. “Essa é uma propositura da deputada Janier Mota e mesmo no período da pandemia, a Casa abre a Sala da Presidência para homenagear o bispo D. Giovanni e nós tornaremos sergipano de fato e de direito, esse homem católico, que faz muito pelo povo sergipano”, destaca.

Janier Mota ressaltou a alegria e a honra em conceder o Título de Cidadão Sergipano a D. Giovanni Crippa. “D. Giovani já está no coração de todos nós e esse Título vem só expressar o que já o consideramos: um grande sergipano com um trabalho importante à frente da Diocese de Estância desde 2013, se tornando bispo em 2014”, diz.

D. João Agradece a iniciativa da deputada

A parlamentar citou o papel do homenageado no município, desenvolvendo atividades na Pastoral da Criança, na Pastoral Carcerária, Pastoral do Surdo e Pastoral Universitária.

“Este homem continua se dedicando à obra de caridade e a guiar muitas pessoas para o caminho honesto, correto e dentro dos desígnios de Deus. Que D. Giovanni permaneça em nossas terras por muitos anos. É muito bom agora de ter como sergipano oficialmente”, afirma.

O deputado Adailton Martins (PSD), também falou sobre a homenagem ao bispo de Estância. “É uma satisfação muito grande em estar aqui participando deste Título a D. Giovanni, pela colega, a deputada Janier Mota. Ele italiano e vem fazendo muito pelo estado de Sergipe, então vim prestigiar a entrega dessa homenagem”, reitera.

Arquidiocese

Homenagem aconteceu na Sala da Presidência

O arcebispo da Arquidiocese de Aracaju, D. João José Costa agradeceu à Assembleia Legislativa pela homenagem a D.Giovanni.

“A gente agradece à deputada Janier Mota, ao presidente Luciano Bispo e à Assembleia Legislativa por dar esse Título de Cidadão sergipano a esse homem de Deus, que embora sendo italiano, se identificou bastante com o povo sergipano e tem feito um precioso trabalho na Diocese de Estância, trazendo um grande bem para a Igreja Católica”, observa.

Além de deputados, a solenidade contou com as presenças de bispos, padres e políticos de Aracaju e de Estância.

Biografia

Giovanni Crippa nasceu na cidade italiana de Milão, em 6 de outubro de 1958. Professou os votos perpétuos no dia 13 de setembro de 1981 no Instituto da Consolata e foi ordenado presbítero no dia 14 de setembro de 1985.  É doutor em História da Igreja pela Pontifícia Universidade Gregoriana. 

Viveu seus primeiros anos de sacerdócio na Itália, onde foi Animador Missionário e Vocacional, professor na Faculdade de Missiologia da Pontifícia Universidade Urbaniana e membro da Equipe de Coordenação do Departamento Histórico do Instituto da Consolata.

Veio para o Brasil em 2001 e morou na cidade baiana de Feira de Santana, onde se tornou vigário da Paróquia Santíssima Trindade, tornando-se pároco em 2004.

Foi professor da Faculdade Católica, diretor espiritual do Seminário Santana Mestra, membro do Conselho Presbiteral, Conselheiro Provincial do Instituto da Consolata e Conselheiro Espiritual das Equipes de Nossa Senhora e do Encontro de Casais com Cristo. Atualmente é bispo da Diocese de Estância.

Fotos: Joel Luiz