Hoje vamos conhecer um pouco do Farol do bairro Farolândia. No passado, o farol era feito de madeira e ficava numa região mais afastada de Aracaju, cercada por dunas de areia e coqueiros. A nova estrutura, como conhecemos hoje, foi inaugurada em 1888 com 35 metros de altura e funcionou até 1991, quando foi instalado o novo farol no bairro Coroa do Meio.

Atualmente, o local está em uma das regiões de maior crescimento da capital. O Aracaju de Ontem e Hoje é uma homenagem da Assembleia Legislativa de Sergipe, num conteúdo produzido pela Agência de Notícias Alese.

O Farol foi inaugurado em 1861, com 35 metros de altura. Eram características da época os coqueirais e as dunas de areia. Em 1881, a atalaia de madeira ameaçou a ruir. O diretor de Faróis, capitão-tenente Pedro Benjamim Lima, solicitou a substituição por uma torre de cantaria ou alvenaria com 25 metros de altura. O pedido não foi atendido.

Em 27 de março de 1884, um incêndio consumiu a sentinela. No mesmo ano foi providenciada uma torre provisória que funcionou até 1886, quando teve início a construção de uma torre metálica que receberia um aparelho luminoso, ambos (ferro e equipamentos) oriundos da França.
A nova estrutura foi inaugurada no dia 7 de setembro de 1888.

O farol consistia numa torre metálica de forma trocônica sob esteios de rosca (sistema Mitchel), tendo na base a casa dos faroleiros e no cume um aparelho lenticular que utilizava o querosene como fonte de energia. A luz branca cintilante poderia ser vista a 17 milhas da costa em tempo claro. A construção do farol foi confiada ao mecânico Vitor Alinquat.

Esse farol foi desativado em 16 de julho de 1991, quando foi aceso o novo farol de Aracaju na Coroa do Meio, em 12 de julho de 1991.
Durante o intervalo de 4 dias foi instalada uma lanterna de emergência para que o equipamento fosse transferido do velho, para o novo farol.

Fonte da pesquisa e texto
http://aracajusaudade.blogspot.com/2015/04/o-farol-da-unit-o-primeiro-de-aracaju.html