Por Aldaci de Souza – Rede Alese

Os deputados encerraram o ano legislativo no início da noite da quinta-feira, 26, com todas as leis e reformas previstas para serem apreciadas conforme o princípio da anualidade.

Presidente Luciano Bispo: “Cumprimos o nosso papel com responsabilidade”

Segundo o presidente da Assembleia Legislativa de Sergipe (Alese), deputado Luciano Bispo (MDB), o ano legislativo foi encerrado com a certeza do dever cumprido. “Tenho a convicção absoluta de que nós que fazemos a Assembleia Legislativa de Sergipe, cumprimos o nosso papel com muita responsabilidade”, garante.

O líder do governo na Alese, deputado Zezinho Sobral (PODE), informou que apesar da extensa agenda de votação nas comissões temáticas e no plenário, alguns projetos deverão ser apreciados em 2020.

“Há projetos que não puderam ser apreciados, mas eles não obedecem ao princípio da anualidade, portanto isso pode ser feito a partir do próximo dia 3 de fevereiro, quando retornarmos às atividades”, explica.

Zezinho Sobral: “Caixa de ressonância”

Ele também garantiu que a Alese cumpriu o papel de ‘caixa de ressonância’ da população sergipana. “Nós tivemos aqui a presença de várias categorias que vieram a esta Casa, expuseram seus temas, suas reivindicações e foram ouvidos pelos parlamentares”, afirma.

Diminuição do recesso

Já o líder da oposição, deputado Georgeo Passos (CIDADANIA), destacou a ampliação dos dias de trabalho na Assembleia Legislativa de Sergipe. “Essa é uma legislatura que marca a história da Alese, reduzindo o recesso parlamentar de 90 para 55 dias, diminuindo assim, o período de férias dos deputados estaduais”, ressalta.

Georgeo Passos: “Importância das emendas impositivas”

Georgeo enfatizou também a importância das emendas parlamentares impositivas, na legislatura atual. “Agora cada deputado pode direcionar os recursos para determinados municípios”, comemora.

Fotos: Jadilson Simões