Por Aldaci de Souza

Será comemorado nesta segunda-feira, 21, o Dia Estadual de Luta da Pessoa com Deficiência, através de projeto aprovado na Assembleia Legislativa de Sergipe (Alese) é de autoria do então deputado Gilson Andrade (PTC).

A Lei nº 8.057/2015 foi instituída no Calendário Oficial do Estado e oficializada pela Lei Federal 11.133, de 14 de julho de 2005. Com isso, a data deverá ser comemorada anualmente no dia 21 de setembro.

Na justificativa, o parlamentar destacou que Sergipe possui um número grande de pessoas que apresentam algum grau de deficiência e precisam ser vistas e amparadas com dignidade e condições de ocuparem os espaços desejados.

Pessoas com deficiência são aquelas que têm impedimentos de longo prazo de natureza física, mental, intelectual ou sensorial, os quais, em interação com diversas barreiras, podem obstruir sua participação plena e efetiva na sociedade em igualdades de condições com as demais pessoas.

Dados

A coleta de dados sobre pessoas com deficiência no Brasil, vem sendo feita desde o censo demográfico de 1872, mas de 1950 até 1991, não houve levantamento.

O Censo de 1991 identificou 1,7 milhão de pessoas com deficiência, que correspondiam a 1,14% do total da população brasileira à época.

Segundo o Censo de 2000, havia 24,5 milhões de brasileiros com algum tipo de deficiência, ou seja, 14,5% da população do país.

Já no censo de 2010, identificou-se um contingente de 45,6 milhões de pessoas (23,9%) com algum tipo de deficiência. Mas, a partir de sugestões do Grupo de Washington (GW) de Estatísticas sobre Deficiência (vinculado à Comissão de Estatística da ONU), os dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) com base no censo de 2010 foram revistos sob novos critérios, chegando a 6,7% da população em geral.

Em Sergipe, os últimos dados do IBGE mostram uma população de mais de 500 mil pessoas com deficiência, sendo 135 mil vivendo em Aracaju.

Foto: Divulgação Jornal da Cidade