Por Assessoria Parlamentar

A Assembleia Legislativa de Sergipe (Alese) aprovou uma indicação da deputada estadual Kitty Lima (Cidadania) onde a parlamentar solicita ao prefeito de Itabaianinha, Danilo Alves de Carvalho, a construção de um centro de tratamento para crianças e adolescentes com necessidades especiais do município. O pedido é uma demanda da população local que chegou até Kitty Lima por meio do seu Gabinete Popular que visita municípios do interior do estado a fim de conhecer de perto as queixas e anseios da população para elaboração de ações e políticas públicas para melhorar a qualidade de vida dos sergipanos.

De acordo com a deputada, a construção desse espaço é um dos principais anseios de pais e mães de Itabaianinha que têm filhos com algum tipo de necessidade especial, de forma a auxiliar os jovens em recuperação ou em tratamento de acordo com a particularidade de cada paciente.

“Atualmente as crianças e adolescentes especiais de Itabaianinha que necessitam de um tratamento diferenciado e adequado precisam se deslocar do município até a capital, onde conseguem vagas em institutos especializados. O problema é que durante as viagens para Aracaju, tanto os jovens, quanto seus responsáveis, colocam suas vidas em risco nas estradas por conta do risco de acidentes. A criação desse centro de tratamento em Itabaianinha facilitará muito a vida dessas famílias e proporcionará uma grande melhoria na qualidade de vida dessas crianças e adolescentes”, explica Kitty.

A deputada ressalta que a saúde é um direito de todos os brasileiros e um dever do Estado, previsto na Constituição Federal, elencados nos artigos 196 a 200, e reforça o pedido ao prefeito de Itabaianinha ao pontuar que a criação do centro é, também, uma questão de saúde pública.

“Essa iniciativa trará enormes benefícios aos que necessitam de tratamentos adequados e específicos como fisioterapias, fonoaudiologia, psicologia e psiquiatria, educação física adaptada, entre outros serviços que podem ser prestados, além de propiciar uma maior qualidade de vida, bem como dar mais dignidade aos que necessitam de tratamento e acompanhamento adequado sem haver a necessidade de se deslocar para os centros na capital pondo as crianças e seus representantes legais a riscos desnecessários”, afirma.

“Esperamos agora que o prefeito entenda a importância da criação desse espaço para seu município viabilize o mais rápido possível a construção desse centro que é um pedido da própria população que precisa desse tipo de assistência”, torce Kitty.

Foto: Divulgação Ascom