Por Assessoria parlamentar

A Assembleia Legislativa de Sergipe aprovou Indicação da deputada estadual Maria Mendonça (PSDB) sugerindo ao governador Belivaldo Chagas (PSD) que garanta a implantação e manutenção de um programa de saúde para os caminhoneiros. Pela proposta, as ações devem ser intensificadas, ainda mais, no mês de junho, em Itabaiana, quando acontece a tradicional festa do caminhão, evento que, anualmente ocorre no município sergipano que ostenta, respectivamente, os títulos de Capital Sergipana dos Caminhoneiros e Capital Nacional do Caminhão.

Maria justificou que a saúde dos caminhoneiros merece uma atenção especial em virtude da rotina que esses profissionais enfrentam. Ela citou dados de pesquisas feitas por duas das maiores concessionárias de rodovias do país, com 12 mil caminhoneiros, segundo os quais 79% deles estão com excesso de peso ou obesos. Outros 35% têm colesterol e/ou glicemia em níveis elevados e um terço dorme no máximo seis horas por noite. De acordo com o levantamento, quase 80% deles adormecem no próprio caminhão e metade tem problemas visuais.

Outra pesquisa com 3,5 mil condutores mostrou que geral, um em cada cinco caminhoneiros, usa estimulante anfetamina para se manter acordado; outros 33% ficam fora de casa por, pelo menos, 20 dias em cada mês. “Essas condições, naturalmente, além de elevar o estresse, prejudicam a saúde do profissional e aumentam o risco de acidentes nas estradas”, afirmou.

Maria lembrou, ainda, que os caminhoneiros são os principais protagonistas do transporte rodoviário de cargas e, somente 30% deles, têm planos de saúde e poucos podem usufruir dos benefícios desses planos, uma vez que a cobertura oferecida, fora de sua área de residência, é apenas para atendimento de urgência, situação que se agrava com a falta de integração, no país, do Sistema Único de Saúde, impedindo que o prontuário registrado em uma cidade seja acessado em outro Estado ou Município.

Para a deputada, diante da importância da categoria, o Estado deve assumir um compromisso de forma mais efetiva no âmbito da assistência médica aos caminhoneiros. “Desde 2012, venho pleiteando a implantação desse Programa por parte do Executivo Estadual tendo proposto, inclusive, a Indicação 83/2012 que foi aprovada pelo Parlamento, porém até a presente data não foi executada”, disse Maria, apelando à sensibilidade do governador Belivaldo Chagas para fazer valer esse novo pleito.