Alese aprova Apelo à Chesf para garantir pagamento de auxílio à famílias ribeirinhas

Publicada: 16/03/2022 às 13:29

16/3/2022

Por Assessoria Parlamentar 

De autoria da deputada estadual Maria Mendonça (PSDB), a Assembleia Legislativa aprovou Moção de Apelo, endereçada ao diretor-presidente da Companhia Hidrelétrica do São Francisco (Chesf), Fábio Lopes Alves, para que promova as medidas visando garantir o pagamento de um auxílio financeiro às famílias, aos trabalhadores e comerciantes das comunidades ribeirinhas do Baixo São Francisco, que foram afetadas duramente com a alta vazão da hidrelétrica de Xingó.

“O nosso objetivo é amenizar as dificuldades dessas pessoas, uma vez que muitas delas tiveram suas casas, comércios e plantações inundadas pelo excesso de água da hidrelétrica. “Alguns perímetros irrigados de rizicultura e piscicultura que estão próximo ao Rio, também, foram comprometidos. Sem contar que há o surto de leptospirose e, com a água contaminada, a população tem sido acometida por doenças”, justificou Maria, ressaltando que muitos foram obrigados a deixar as suas propriedades por conta do problema.

Ao lembrar que é responsabilidade da Chesf fazer a manutenção da hidrelétrica, Maria Mendonça lembrou que os impactos causados pela vazão do rio são passíveis de mitigação, compensação, indenização e não repetição. “No município de Telha os trabalhadores da praia da adutora foram atingidos. De igual modo os comerciantes de Propriá que comercializam às margens do rio, assim como os que vivem e mantêm comércios no Povoado Saúde, em Santana no São Francilsco”, disse.

Maria observou que o valor do auxílio, a ser pago mensalmente, deve ser igual ou superior à receita obtida pelos trabalhadores, famílias e comerciantes, suficientes para assegurar alimentação, vestuário, lazer e outros bens indispensáveis à dignidade humana, levando em consideração os pedidos dos próprios atingidos.

Foto: Jadilson Simões

Outras notícias para você