Por Assessoria Parlamentar

Na Tribuna da Assembleia Legislativa de Sergipe nesta quinta-feira, 16, o deputado estadual Zezinho Sobral (Pode) reafirmou o compromisso com o ensino público superior. O pronunciamento aconteceu durante a sessão especial com a presença do reitor da Universidade Federal de Sergipe (UFS), Ângelo Roberto Antoniolli, que fez um balanço sobre a reestruturação e expansão das instituições públicas, o crescimento nos últimos anos, os impactos e a situação da instituição diante da informação de redução de R$ 32 milhões impostos pelo Governo Federal, através do Ministério da Educação (MEC).

“A UFS é patrimônio de Sergipe e é um grande instrumento de formação profissional. Se não fosse a universidade pública, muitos sergipanos não teriam a oportunidade de ter o ensino superior, de expandir conhecimentos e ter colocação no mercado de trabalho. A UFS tem papel importante na prestação de serviços para os sergipanos, especialmente na área de saúde, com o Hospital Universitário em Aracaju e o Hospital de Lagarto”, afirmou Zezinho Sobral, afirmando que é contra o contingenciamento.

“Não concordo com os cortes das verbas do Governo Federal para as Universidades Federais e os Institutos. A UFS, com toda sua grandeza e importância social e educacional, precisa de recursos e muito apoio para que se fortaleça! O povo sergipano é muito grato à UFS! Fui aluno da Universidade Federal da Bahia e sei o quanto essas instituições públicas são essenciais para a formação do cidadão”, complementou.

O deputado Zezinho Sobral recordou que, enquanto secretário de Estado da Saúde em 2015 e 2016, ao lado de toda a equipe, deu uma significativa contribuição para os avanços da Universidade Federal de Sergipe. Em junho de 2015, foi assinado o Termo de Cooperação para a Federalização do Hospital Regional Monsenhor Batista de Carvalho Daltro (HRL), em Lagarto, e a parceria para a contribuição dos processos de trabalho do Centro Especializado em Reabilitação Nível IV (CER IV). Em março de 2016, foi assinado do Termo de Convênio para implantação da base descentralizada do Samu no Campus de São Cristóvão, e o Termo de Convênio para a execução do estágio curricular obrigatório para os alunos da área de saúde.

“É preciso cada vez mais mostrar o quanto a UFS é forte, ampliando dimensões e parcerias para levar o atendimento a todos os públicos, em todas as regiões de Sergipe. O caminho é esse para que esta importante instituição esteja sempre ativa no âmbito da pesquisa, do ensino e no atendimento ao usuário do SUS. A UFS transforma as pessoas não só na parte de conhecimento, mas atendendo à população. Declaro a lealdade do nosso mandato ao compromisso da universidade pública brasileira e da UFS. Não concordarei com aqueles que desejam destruir o que foi conquistado. A universidade pública precisa ser fortalecida”, destacou Zezinho Sobral.