Tratamento de saúde e vacinação são temas de pronunciamento

Publicada: 07/07/2022 às 11:02

6/7/2022

Por Ethiene Fonseca/Agência de Notícias Alese

Na Sessão Plenária desta quarta-feira (6), durante o Pequeno Expediente, a deputada estadual Kitty Lima (Cidadania) falou sobre o caso envolvendo uma menina de nove meses de idade que aguarda para realizar tratamento fora do estado.

“Liz Vitória é um caso que está sensibilizando todo o Estado. Uma criança de apenas nove meses está desde os dois meses internada no hospital. A família desesperada. Imagina o sofrimento do pai, da mãe, da avó. Inclusive, a gente recebeu e-mail da avó, o pai falou com a equipe pedindo para somar força nessa luta. Tem a decisão judicial já para que ela possa ser transferida para São Paulo para que ela possa ser fazer o tratamento correto e aqui não tem o tratamento. Nem decisão judicial a Plamed está respeitando. Aqui é no sentido de inicialmente sensibilizar e fazer esse apelo para que a Plamed faça o que deve ser feito. A Liz precisa desse tratamento, a Liz está sofrendo. A gente não pode se calar nessa Casa Parlamentar. O objetivo de hoje foi pedir pela Liz. Aos demais parlamentares, se todo mundo se unir, a gente vai conseguir fazer com que a Liz tenha qualidade de vida e o tratamento adequado”, relatou a deputada.

Ela também falou sobre questão envolvendo a vacinação em Aracaju. “Meu bairro é o bairro Suíça. Eu estou frequentemente indo lá, tentando pegar uma senha para a vacinação da Influenza. A gente não consegue porque tem muita gente precisando da vacina, mas tem uma equipe só atuando porque eles têm outras salas, outras equipes, mas estão afastados por conta de Covid. Só que a gestão municipal de Aracaju não faz a substituição. Eu estou aqui para reforçar, a própria diretora, quando eu fui, não estava lá porque estava afastada novamente. Então, fica todo mundo sem assistência. Eu mesma passei por isso. Eu estava lá, estou indo frequentemente. A gente faz um apelo para que deem atenção à saúde. Quando eu estive lá, eu vi pessoas de outros bairros chegando porque em seu bairro não conseguiam a vacinação. Tinha até falta de vacina como foi relatado em um dos depoimentos que eu colhi. Então, a gente pede atenção à saúde de Aracaju”, finaliza.

Foto: ASCOM/SMS

Outras notícias para você