Projeto da Diretoria de Saúde Alese segue salvando vidas

Por Aldaci de Souza

Mais um grupo de servidores da Assembleia Legislativa de Sergipe, compareceu ao Centro de Hemoterapia de Sergipe (Hemose), na manhã desta quarta-feira, 14, com a finalidade de doar sangue e salvar vidas. A inciativa é da Diretoria de Saúde juntamente com a Diretoria de Comunicação da Alese, que desenvolve o projeto A Esperança de alguém corre em nossas veias.

De acordo com informações da Diretoria de Saúde, doar sangue é um ato de solidariedade, um exercício de generosidade  que todas as pessoas  devem praticar, sendo mais simples do que se imagina e foi no sentido de aumentar o estoque do Hemose para salvar um número cada vez maior de vidas, que o projeto nasceu e vem atraindo os servidores da Assembleia Legislativa de Sergipe.

Daniel Morais: “Hoje estamos doando, amanhã podemos precisar de sangue”

Entre os servidores da Alese que fizeram a doação nesta quarta-feira, Daniel Morais de Carvalho, que trabalha no gabinete do deputado Rodrigo Valadares. “Com certeza essa iniciativa da Diretoria de Saúde da Alese é muito louvável principalmente nesse período de pandemia. Hoje a gente está doando sangue, mas amanhã pode precisar receber”, observa.

Paula Letícia Mendonça da Cunha trabalha no gabinete da deputada Maria Mendonça. Quando ela soube do Projeto A Esperança de alguém corre em nossas veias, não pensou duas vezes e agendou o dia da doação na Diretoria de Saúde. “Eu já havia doado algumas vezes e já estava com vontade de voltar a doar. É uma iniciativa muito boa da Alese para que possamos aumentar o estoque de sangue; além da pandemia, a doação de sangue sempre foi muito importante e incentivar essa atitude é louvável”, entende.

Alguns Requisitos para doação

Paula Letícia: “Incentivar essa atitude é muito louvável”

Ter entre 16 e 69 anos de idade;
Pesar acima de 50 kg;
Apresentar documento com foto, válido em todo o território nacional;

Recomendações

Não estar em jejum;
Repouso mínimo de 6 horas na noite anterior à doação;
Não ingerir bebida alcoólica nas 12 horas anteriores;
Evitar alimentos gordurosos nas 3 horas antecedentes à doação
Não ter feito uso de antibióticos em menos de 15  dias

Quem não pode doar

Doações no Hemose ocorrem de forma rápida e segura

Pessoas com diagnóstico de hepatite após 11 anos de idade;
Mulheres grávidas ou amamentando;
Pessoas expostas a doenças transmissíveis pelo sangue;
Usuários de drogas;
Pessoas que fizeram tatuagem ou piercing nos últimos 10 meses, em locais não controlados pela Vigilância Sanitária;
Pessoas que se relacionaram sexualmente com parceiro desconhecido ou eventual, sem uso de preservativo, nos últimos 12 meses

Intervalo mínimo entre as doações de sangue

Homens – 2 meses (até quatro doações no período de um ano) e mulheres, 3 meses (até três doações no período de um ano). Os doadores que tiveram contato nos últimos 30 dias com pacientes suspeitos ou diagnosticados coma Covid-19 não poderão  doar sangue por 14 dias após o último contato, incluindo profissionais de saúde; 

Outras notícias para você

Ir ao Topo