Presidente da Alese assina Termo de Cooperação Técnica com Universidade Federal de Sergipe

10/05/2022

Por Aldaci de Souza-Alese

Aconteceu na tarde desta terça-feira, 10, no auditório da Reitoria da Universidade Federal de Sergipe, mas uma edição do Fórum Itinerante Plano de Desenvolvimento Sustentável de Sergipe realizado pela Assembleia Legislativa; além da assinatura do Termo de Cooperação Técnica entre o reitor da UFS, Valter Joviniano de Santana Filho e o presidente da Alese, deputado Luciano Bispo (PSD), que classificou a parceria como um marco na história do estado.

Presidente da Alese destacou a importância da parceria com a UFS

“Essa cooperação assinada aqui na Universidade Federal de Sergipe é um ato histórico; traz benefícios para os sergipanos e mostra que a UFS tem acadêmicos e pessoas capazes de contribuir com o desenvolvimento do nosso estado em todos os setores da economia sergipana e principalmente na geração de emprego e renda. Aproveito para agradecer ao reitor em nome da Assembleia Legislativa”, ressalta o presidente Luciano Bispo.

Ele acrescentou que a Alese está de portas abertas para a universidade que além de proporcionar conhecimento aos alunos formando profissionais capacitados ao mercado de trabalho, beneficia a sociedade com uma gama de projetos de pesquisas e inovações reconhecidos mundialmente.

O reitor Valter Joviniano parabenizou o presidente Luciano Bispo pela coragem de auxiliar o estado na busca do desenvolvimento.

O reitor Valter Joviniano ressaltou a coragem do presidente da Alese

“O trabalho realizado pela Assembleia Legislativa é de extrema importância para o futuro do nosso estado; digo nosso com muita alegria de ter recebido das mãos do presidente Luciano Bispo, o Título de Cidadania Sergipana, que carrego com muito orgulho e trabalharei muito para honrar. Essa coragem do presidente vai marcar dentro da história da Assembleia Legislativa, de uma legislatura que pensa em ajudar na legislação, mas para além, pensa no fomento do desenvolvimento do estado”, entende.

Valter Joviniano enfatizou que a solenidade foi muito importante para a instituição de ensino superior. “Para muitos pode soar estranho ter uma discussão de desenvolvimento do estado dentro de uma instituição que poderia ser vista simplesmente como formadora, mas a Universidade Federal de Sergipe é muito mais do que uma instituição que forma alunos, ela se preocupa com a transformação e transformar a vida das pessoas não é simplesmente formar bem, mas olhar ao redor e tentar com as ações de professores, servidores e alunos, promover algo diferente, que avance ou facilite as vidas das pessoas”, destaca informando que a UFS produz 90% da Ciência no estado de Sergipe e 75% das patentes e se o produtos não estiver a disposição da sociedade; do setor produtivo, não será possível completar o ciclo virtuoso.

Marcelo Barberino fez a apresentação do Plano de Desenvolvimento Sustentável

“Nesse momento, a vinda do presidente da Assembleia Legislativa de Sergipe à nossa universidade para discutir o desenvolvimento é motivo de muito orgulho para a universidade e termos os nossos professores, servidores, dirigentes acompanhando a discussão e prontos para ajudar nesse desenvolvimento, também me deixa muito feliz. Caminharemos juntos para a melhoria do futuro do nosso estado. Esse Termo que nós assinamos vai qualificar muito as ações da nossa universidade pois teremos o auxílio da Assembleia para levarmos à sociedade tudo aquilo que nós estamos realizando, promovendo uma difusão do nosso conhecimento para o estado de Sergipe e para todo o Brasil. Vai facilitar na ponte do conhecimento produzido aqui e o setor produtivo, ajudando a resolver problemas nos municípios (nas diversas áreas) por meios dos nossos projetos de pesquisas e fazendo com que a universidade seja vista pela sociedade”, complementa o reitor.

Sobre o Termo de Cooperação assinado entre a Alese e a UFS, o prefeito de São Cristóvão, Marcos Santana disse ter participado da solenidade com muita expectativa quanto aos benefícios que podem ser levados ao município. “A universidade tem o seu principal campus em São Cristóvão, então eu vim com a expectativa de como esse Termo de Cooperação poderá trazer benefícios para a nossa população”, diz.

Estreitamento de laços

Fernando Carvalho destacou o estreitamento de laços

O coordenador do Plano de Desenvolvimento de Sergipe, Marcelo Barberino falou sobre o retorno das apresentações do Fórum Itinerante, dessa vez, na casa do saber, destacando a necessidade da governança e do ecossistema fechado. “E hoje nós viemos com esse pacto entre a Universidade Federal de Sergipe e a Alese, que vai promover todas os estudos de pesquisa, os encontros acadêmicos, além da aproximar a Casa Legislativa com os treinamentos, os cursos e os aperfeiçoamentos que a universidade pode levar para a Assembleia também”, afirma.

Marcelo Barberino disse que o Plano de Desenvolvimento Sustentável de Sergipe foi construído em parceria com a Fundação Dom Cabral, com base em alguns números que precisavam ser aprofundados.

“O Plano é um compêndio das potencialidades de Sergipe e dentro dele encontramos alguns recortes sobre essas potencialidades e os desafios para que haja a aceleração da economia sergipana. Ele foi construído através de uma sistemática, ouvindo mais de 70 atores do estado, inclusive a Universidade Federal contribuiu muito com a extração de dados e fomos nos debruçando para entender sobre as cadeias produtivas e quais eram os desafios em cada município para elaborar as sugestões. Visitamos o passado para entender a nossa economia, viemos para o presente para saber quais as grandes dificuldades e fomos para o futuro, de onde saíram as premissas para cada região”, explica ressaltando que o documento tem mais de 180 páginas e está disponível no site da Alese. 

A diretora da Escola do Legislativo, Isabela Mazza e a pró-reitora de Extensão, Sueli Pereira assinaram como testemunhas

Segundo o assessor especial da Alese, o economista Fernando Carvalho, o Termo de Cooperação nasceu da necessidade de estreitamento de laços entre as duas instituições.

“Inicialmente o intuito é de promover as pesquisas que aqui são desenvolvidas e mostrar à sociedade sergipana não só na formação de recursos humanos, mas também como na resolução de problemas práticos e diários que a sociedade sergipana enfrenta. Esse Termo de Cooperação Técnica é um esboço maior que contempla não só a divulgação desses projetos e pesquisas desenvolvidos, mas também a capacitação técnica do pessoal da Assembleia; um encontro de diálogos e de conhecimentos entre as duas casas, muito importante para toda a sociedade sergipana”, observa lembrando um estudo feito por pesquisadores da UFS no município de Nossa Senhora da Glória quanto à produção de leite sem lactose.

Na solenidade, foram exibidos vídeos sobre o Plano de Desenvolvimento de Sergipe idealizado pelo presidente da Alese, deputado Luciano Bispo e sobre as pesquisas desenvolvidas na Universidade Federal.

Representantes da Alese e da UFS participaram da solenidade no auditório da Reitoria

A mesa dos trabalhos foi composta pelo presidente da Alese, deputado Luciano Bispo, o reitor da UFS, Valter Joviniano, o vice-reitor Rosalvo Ferreira, a pró-reitora de Extensão, Sueli Pereira, a vice-prefeita da Aracaju, Katarina Feitosa, o prefeito de São Cristóvão, Marcos Santana e o presidente da Câmara de Vereadores de São Cristóvão, Paulo Roberto de Santana Júnior.

Também participaram da solenidade, o diretor-geral da Alese, Roberto Bispo, o subsecretário da Mesa Diretora, Igor Albuquerque, o diretor de Comunicação, Irineu Fontes, a coordenadora da Agência de Notícias Alese, Clécia Carla Silva, o coordenador da TV Alese, Thiago Aragão (mestre de cerimônia no evento) e a assessora da Diretoria de Comunicação, Fernanda Queiroz, além de professores e servidores da UFS.

Fotos: Joel Luiz

 

 

 

 

 

 

 

Outras notícias para você