Em pronunciamento realizado nesta terça-feira, 23, o deputado estadual Luciano Pimentel parabenizou a polícia sergipana, a Secretaria Segurança Pública e o Governo do Estado pela significativa redução nos índices de violência em Sergipe. Traçando um paralelo com a economia, o parlamentar frisou a importância dos dados divulgados no último “Monitor da Violência” para a melhoria da qualidade de vida da população e crescimento do turismo.

Na tribuna, Luciano Pimentel destacou que o levantamento, desenvolvido pelo G1 em parceria com o Núcleo de Estudos da Violência da USP e o Fórum Brasileiro de Segurança Pública, apresenta um comparativo entre os meses de janeiro e fevereiro de 2018 e 2019, registrando uma queda de quase 30% no número de mortes violentas em Sergipe no primeiro bimestre deste ano.

“Sergipe está em quinto lugar no ranking nacional dos estados que mais reduziram os índices de assassinatos, levando em consideração que em 2018 foram registradas 198 mortes violentas, já no mesmo período deste ano o número caiu para 139”, pontuou.

Em seu discurso, o parlamentar abordou ainda diminuição nos dados referentes aos crimes de latrocínio e ao número de policiais mortos, enfatizando que esses dados são relevantes e merecem ser celebrados. “Há motivos para se comemorar? Há sim, visto que nós perseguimos aqui, nesse plenário, a melhoria da condição de vida da nossa gente”, disse Luciano Pimentel, continuando.

“Na legislatura passada, por diversas vezes, estive aqui nesta Casa cobrando investimentos para segurança pública em nosso Estado. Mas, diante das novas estatísticas, não poderia deixar de registrar o resultado positivo que tem sido obtido e parabenizar os órgãos de segurança pública, celebrando essa redução da criminalidade
que é muito importante para vida de todos nós”, comentou.

Reflexos no Turismo

De acordo com o deputado, os turistas costumam considerar o Brasil um destino inseguro e muito desta visão está fundamentada nas constantes notícias envolvendo a criminalidade no país. Para ele, é evidente que a imprensa não pode ser omissa nesta questão, mas é preciso reconhecer pontos positivos também e evitar realçar apenas
aquilo que é negativo.

“Infelizmente, a imagem que se tem do Brasil mundo afora é de um país que não oferece segurança para seus turistas. Esse nosso retrato se reflete em todas pesquisas que apontam um receio do turista de optar por esse destino”, explicou Luciano Pimentel.

Segundo o parlamentar, o impacto da violência no turismo é perceptível quando analisamos dados de outros países, a exemplo da Espanha que ano passado recebeu 85 milhões de turistas, e até mesmo de ilhas como Tenerife.

“Sabemos que o turismo tem tido uma queda no receptivo internacional. Isso faz com que o Brasil tenha recepcionado 6,5 milhões de turistas, enquanto, a ilha de Tenerife, pertencente à Espanha, tenha recebido 5 milhões. Ou seja, uma ilha com apenas 75 km², menor que muitos dos nossos municípios, possui números mais representativos que o Brasil”, evidenciou.

Para Luciano Pimentel, é essencial que essa atuação voltada para redução da violência e mudança da autoimagem do país seja contínua, “para que as famílias tenham maior tranquilidade para trabalhar e viver. Com isso, ganha a população e o turismo brasileiro”.

Monitor da Violência

O Monitor da Violência existe desde setembro de 2017 e visa discutir a problemática no país e apontar caminhos para combatê-la. O projeto foi estruturado com base em anuários estatísticos e informações obtidas através das Secretarias de Segurança Pública de cada Estado, incluindo Sergipe.