Lei aprovada na Alese alerta para a prevenção ao suicídio

Publicada: 09/09/2022 às 12:15

Por Aldaci de Souza/Agência de Notícias Alese

Arte produzida pelo Núcleo de Projetos Digitais da Alese (NPDA)

Comemora-se neste sábado, 10, o Dia Mundial da Prevenção do Suicídio com a finalidade de conscientizar as pessoas quanto a necessidade de evitar que outras se desesperem ao ponto de tirar a própria vida. Na Assembleia Legislativa de Sergipe, a Lei nº 8.253/2017, institui nos últimos 15 dias do mês, a realização da campanha Setembro Amarelo no estado; por meio de ações realizadas principalmente por profissionais de saúde, familiares, amigos, colegas de trabalho, membros da comunidade, educadores, líderes religiosos e autoridades políticas.

De acordo com a lei,  sempre que possível deve ser procedida a iluminação em amarelo, a aplicação do símbolo da campanha, ou sua sinalização de forma a remeter a atenção ao tema, durante os últimos 15 dias do mês de setembro, nas edificações públicas estaduais, inclusive no prédio da Assembleia Legislativa do Estado.

Entre as ações propostas estão: alertar e promover o debate sobre o suicídio e as suas possíveis causas e consequências; contribuir para a redução dos casos de suicídios no Estado; estabelecer diretrizes para ações integradas envolvendo a população, órgãos públicos e instituições públicas e privadas, visando ampliar o debate sobre o problema, sob o ponto de vista social e educacional, estimulando o desenvolvimento de ações, programas e projetos na área da educação e prevenção.

“As atividades de que trata o artigo 2° da Lei 8.253  podem ser planejadas e desenvolvidas em conjunto com o Poder Legislativo e com os órgãos e entes públicos e privados relacionados ao tema, compreendendo, entre outras, palestras, apresentações, distribuição de panfletos ou cartilhas informativas“, observa a propositura sancionada pelo Governo do Estado de Sergipe.

Salvando vidas

Dados da Organização Mundial da Saúde (OMS), em 2019, foram registrados mais de 700 mil suicídios em todo o mundo, sem contar com os episódios sub-notificados. No Brasil, os registros se aproximam de 14 mil casos por ano, ou seja, em média 38 pessoas cometem suicídio por dia. A Associação Brasileira de Psiquiatria (ABP) organiza desde 2014 em parceria com o Conselho Federal de Medicina (CFM), a campanha Setembro Amarelo. Em 2022, o tema é “A vida é a melhor escolha!”.

Pesquisas apontam que os casos de suicídio são relacionados à doenças mentais, geralmente não diagnosticadas ou tratadas de maneira incorreta. O acesso ao tratamento psiquiátrico, além da discussão aberta sobre saúde mental nos lares, nas escolas e nos locais de trabalho, vêm sendo defendidos por profissionais de saúde.

Os principais grupos de risco são formados por jovens e idosos, que necessitam principalmente do apoio familiar e de amigos, na busca de ajuda com profissionais capacitados a exemplo de psicólogos e psiquiatras.

Segundo o Anuário Brasileiro de Segurança Pública de 2021, entre os anos de 2019 e 2020, Sergipe registrou um aumento no número de suicídios da ordem de 12,8%. 

CVV

Funciona no anexo da Assembleia Legislativa de Sergipe, um posto do Centro de Valorização da Vida (CVV). Trinta e cinco voluntários conversam diariamente com pessoas que passam por alguma crise emocional em todo o país, através do nº 188 ou do chat no e-mail, disponível no site cvv.org.br.

Em Sergipe, a média é de 100 ligações/mês de pessoas em busca de apoio psicológico.. Em nível nacional, são cerca de 10 mil ligações por dia nos 130 postos do país. Os voluntários trabalham em plantões de 4h semanais nos postos de atendimento e de forma remota. Eles participam de cursos e treinamentos, buscando autoconhecimento visando proporcionar momentos melhores a quem está muitas vezes, tomado pelo desespero e precisa ouvir palavras de amor e esperança para aliviar as dores, angústias e solidão. As ligações de jovens, adultos e idosos são anônimas e sigilosas, podendo vir de qualquer parte do país. 

Familiares e amigos podem ficar atentos aos sinais de uma pessoas que esteja pensando em tirar a própria vida.  Entre esses sinais estão: tristeza, isolamento, publicação de fotos e mensagens nas redes sociais destacando a falta de sentido da vida.

Divulgação

Para enfatizar a campanha do Setembro Amarelo da Assembleia Legislativa de Sergipe, a Diretoria de Comunicação por meio do Núcleo de Produção Digital, está com a campanha nas redes sociais. Para acessar e conhecer mais sobre a campanha Setembro Amarelo siga a Assembleia Legislativa de Sergipe, no instagram: @assembleiasergipe e no Facebook: @assembleiase.

 

Foto: Joel Luiz

Artes: Núcleo de Projetos Digitais da Alese (NPDA)

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Outras notícias para você