Por Kelly Monique Oliveira

Na manhã desta sexta-feira, 16, o diretor de Comunicação da Assembleia Legislativa de Sergipe (Alese), Irineu Fontes, foi entrevistado pelos jornalistas André Barros e Priscila Andrade, da emissora Nova Brasil, quando tratou de vários pontos da cultura sergipana, em especial das comemorações do Bicentenário da Emancipação Política do estado. Iniciativa que vem sendo realizada pela Casa Legislativa desde o início de 2020.

Na oportunidade, o diretor destacou a conferência on-line sobre o tema “A Língua Portuguesa falada em Sergipe”, que está com inscrições abertas, e acontecerá na próxima segunda-feira, 19, a partir das 9h30. Enfatizou também que a palestrante será a pesquisadora Marilza Oliveira, da Universidade de São Paulo (USP) e a mediação será feita pelo professor Luiz Eduardo Oliveira, da Universidade Federal de Sergipe (UFS).

“Todo o evento será transmitido pela TV Alese (canal 5.2) e pelas redes sociais do órgão. Na palestra, as características regionais da língua portuguesa da maneira como é falada em Sergipe, com destaque para as diferenças e semelhanças com outras regiões do Nordeste e do Brasil serão destacadas”, colocou.

Ainda sobre a programação do Bicentenário, Irineu Fontes, enfatizou que ela teve de ser adaptada à forma on-line e vem cumprindo o objetivo de promover uma grande reflexão quanto ao fortalecimento da identidade dos sergipanos e ao mesmo tempo celebrar o marco da independência de Sergipe do estado da Bahia.

Lei Aldir Blanc

No decorrer da entrevista, Irineu Fontes destacou que a Casa Legislativa vem se colocando a disposição dos artistas e municípios para auxiliar na construção de projetos e planos de trabalhos, através da Escola do Legislativo (Elese), com uma equipe especializada para a implementação da Lei Aldir Blanc, que foi criada com a finalidade de promover ações visando a garantia de uma renda emergencial para trabalhadores da Cultura e manutenção dos espaços culturais brasileiros durante o período de pandemia do Covid‐19.

“Contratamos uma equipe técnica para que os municípios consigam desenvolver seus projetos e planos de trabalho. A assessoria funcionará como um instrumento importantíssimo para garantir que os recursos cheguem a quem tem direito, com transparência e segurança formal e jurídica aos ordenadores. 

No decorrer dos trabalhos, conseguimos colocar mais de 20 municípios para receber a lei emergencial. E hoje, estamos à disposição dos artistas que estão com dificuldades de acessar os editais”, observou Irineu Fontes, acrescentando que os interessados podem entrar em contato com a Elese, através dos meios de comunicação como site ou telefone.

Sergipanidade

Outro trabalho desenvolvido pela Assembleia Legislativa de Sergipe, através da Diretoria de Comunicação Social, que tem inscrições até hoje, 16, é o concurso de vídeos de curta-metragem sobre Expressões da Sergipanidade, também como parte da programação desenvolvida como o objetivo de comemorar o Bicentenário da Emancipação Política do Estado.

Irineu Fontes explicou que o evento é voltado para alunos do ensino médio da rede pública e particular, com o objetivo de fortalecer e promover ações participativas com a comunidade estudantil, incentivando o conhecimento e a valorização do ser sergipano.

“Os trabalhos vencedores serão apresentados nas comemorações em 24 de outubro (Dia da Sergipanidade) pela TV Alese e nos meios digitais da Alese, além de uma apresentação especial em sessão plenária da Casa”.

Foto: Jadilson Simões