Por Aldaci de Souza – Rede Alese

O deputado Iran Barbosa (PT), enfatizou na sessão desta segunda-feira, 7, duas atividades que aconteceram no último final de semana: uma pelo Ministério Público de Contas, sobre Políticas Públicas e Mudanças Climáticas e a outra intitulada Atheneu ONU.

Segundo o parlamentar, o seminário que aconteceu no Tribunal de Contas do Estado (TCE/SE), remete a uma análise mais profunda sobre o tema, pois Sergipe não pode ficar de fora dessa discussão.

“O seminário realizado pelo Ministério Público de Contas apresentou para os sergipanos, um painel da realidade de como as mudanças climáticas têm afetado não só o mundo, mas o estado de Sergipe. As discussões foram importantes porque nos mostraram a necessidade de pensarmos, refletirmos e deliberarmos sobre políticas públicas que interfiram nessa realidade, que para muitos parecem ser algo abstrato e sem muita significação”, entende.

Segundo o parlamentar, a qualidade técnica dos dados apresentados nos debates, remete à necessidade de reflexões mais profundas sobre o tema. “Isso não pode ficar apenas no achismo, no modismo, no obscurantismo e na falta de informação. O assunto tem que ser estudado com profundidade e Sergipe não pode ficar de fora dessas discussões”, alerta.

Iran Barbosa lembrou que, quando foi deputado federal teve a satisfação de integrar a Comissão Mista de Mudanças Climáticas e naquela oportunidade acompanhou essa realidade.

“Nós acompanhamos e temos sido testemunhas de como essa realidade, ela se concretiza entre nós: os períodos mais longos de seca que temos vivido, os períodos de chuvas inesperadas fora de época; isso tudo é reflexo de mudanças climáticas que a gente está vivendo. Ademais, sabemos que em Sergipe há uma deficiência muito grande no que diz respeito à políticas efetivas que cuidem das nossas matas ciliares; que cuidem e preservem as notas áreas verdes”, acredita destacando ainda a energia suja que gera o aquecimento global e traz consequências.

“Foi um seminário que considerei importante porque foi mostrado o papel do Tribunal de Contas nesse cenário de acompanhamento do mapa da realidade climática brasileira e acho que a Assembleia Legislativa deve se inteirar melhor desses dados”, enfatiza ressaltando que os trabalhos na Frente Ambientalista da Alese, serão retomados.

Atheneu ONU

Sobre o evento realizado no último sábado, 5 no Colégio Atheneu Sergipense, Iran Barbosa disse que também foi muito importante. “O Atheneu ONU buscou a realização de uma simulação da reunião do Conselho de Segurança da Organização das Nações Unidas e através dessa simulação, houve a aproximação dos alunos da realidade do que significa a ONU, qual o papel que ela tem internacionalmente, a importância e como funciona o Conselho”, afirma.

O deputado disse ainda que o evento foi fundamental para apostar no protagonismo juvenil. “Foi importante colocar a juventude como construtora da sua própria manifestação e organização. Foi um momento bonito, lúdico e um momento político importante onde a escola diz não às tentativas de silenciar a formação política que é obrigação da escola fazer, mas foi um  momento também de muita aprendizagem, eu não tenho dúvidas”, conclui.

Foto: Jadilson Simões