O pastor Antônio dos Santos em discurso em ato de filiação de lideranças políticas ao PSC, que aconteceu na Aease, na última quarta-feira,04, falou sobre as dificuldades que Sergipe vem enfrentando e quanto o trabalho do deputado Andre Moura e do Senador Amorim vem contribuindo para o desenvolvimento do Estado.

“Não estamos satisfeitos e nem acomodados em ver esse estado no fundo do poço. Levaram Sergipe ao fundo do poço. E se não fosse a habilidade, a competência e o trabalho de André Moura com o trânsito livre para Sergipe, o estado estaria um marasmo parado como decadente. Recentemente eu ouvir na audiência pública em Brasília, o governador Jackson falar para o presidente da Petrobrás que passou sete dias ligando para ele e não teve um retorno. Quando o Pedro pegou o microfone disse que não iria atender mesmo. Mas quando André Moura ligou ele atendeu prontamente e disse que o deputado seria o porta-voz das decisões de manter a Fafen em funcionamento por mais seis meses. Com fé em Deus, Sergipe vai sair desse buraco”, disse o parlamentar.

O evento contou com a presença do presidente nacional do PSC pastor Everaldo, cerca de 59 prefeitos e centenas de correligionário. O Ato de filiação teve clima festivo e já anunciou futuras posições para governador e senador. O deputado estadual Antonio dos Santos manifestou que deseja ser federal.

“ Do mesmo jeito que André Moura e Eduardo Amorim tem trabalhando tanto para o resgate desse estado canalizando recursos, vão fazer mais na hora que acertarem a carreira de senador e governador. Eu quero estar pertinho na casa do logo. Esse grupo representa a esperança de dias melhores para o povo sergipano, mesmo sem estar governando já esta realizando. Apóio 100% a André e a de Eduardo . Estaremos juntos para fazer diferente. Um estado pequeno sendo o mais violento do pais. Aracaju 18a cidade mais violenta do mundo. Falta gestão, falta governo. Acredito que essa página sera virada no dia 07 de outubro”, falou Santos.

 

Texto e Foto: Ascom Parlamentar