Por Aldaci de Souza

A Procuradoria Especial da Mulher na Assembleia Legislativa de Sergipe. está desenvolvimento um projeto itinerante nos municípios com a finalidade de fazer palestras conscientizando as pessoas sobre a importância de combater a violência contra a mulher. Na última terça-feira, 24, a integrante da Divisão de Núcleos Estratégicos da Promualese, Suely Ouro  e a advogada Patrícia Erlichman, estiveram no Centro de Referência de Assistência Social (CRAS) de Cedro de São João, participando do I Encontro Cedrense de Tratamento à Violência contra a Mulher e destacando o trabalho da Procuradoria e os projetos de lei de autoria da deputada Goretti Reis (procuradora), relacionados ao tema.

A palestra foi realizada no Cras de Cedro de São João

Suely Ouro contou que a palestra foi muito bem aceita pelos participantes, principalmente por homens que trabalham como agentes de saúde no município. 

“De modo especial ontem, nós estivemos em Cedro de São João atendendo convite da Secretaria Municipal de Saúde para falar sobre a violência contra a mulher para psicólogas (os), enfermeiras (os), estudantes e agentes de saúde. Quando chegamos lá, tivemos a grata surpresa de encontrar o presidente da Câmara de Vereadores, Cícero Ferreira, que juntamente com a vereadora Cristiane Leão, 1ª secretária da mesa diretora da Câmara, se comprometeram a receber o modelo apresentado pela deputada Goretti Reis em 2018, para implementar a Procuradoria Especial da Mulher no município”, afirma Suely Ouro comemorando a informação de que a prefeita Layana Costa e a vereadora Maria do Carmo Sá, que já acenaram favorável à ideia da implementação da Procuradoria da Mulher em Cedro. 

Suely Ouro e Dra Patrícia durante o evento

Além do trabalho desenvolvido pela Procuradoria da Mulher na Alese e as propostas apresentadas pela deputada Goretti Reis, visando combater a violência contra a mulher em Sergipe, as palestrantes distribuíram panfletos educativos e divulgaram contatos telefônicos para que as vítimas possam pedir ajuda, tanto na Promualese quanto nos órgãos oficiais competentes.

“Ficamos de agendar um retorno à Cedro de São João juntamente com a deputada Goretti, para participarmos de uma audiência pública visando implementar a Procuradoria da Mulher naquele município”, destaca acrescentando que estão fazendo uma logística para que todos os municípios sergipanos sejam inspirados a implementar Procuradorias da Mulher.

Foto: Divulgação Promualese